MC Hariel faz tributo ao funk dos anos 2000 com sample de MC Marcinho

Escrito em 15/03/2024
Erica Costa - Música 360


Fotos: Divulgação


"Primeiro Amor" chega às plataformas de música, na sexta-feira (15), com videoclipe no YouTube


Da Vila Aurora para o topo do funk, MC Hariel é um poeta urbano que transforma em versos as batalhas e belezas da vida. Com flow único e beats envolventes, ele transcende os graves contagiantes do ritmo e conquista cada vez mais público. Em "Primeiro Amor", Hariel nos leva a uma viagem no tempo ao samplear "Rap do Solitário", de MC Marcinho, ícone do funk dos anos 90 e 2000. O single é um mergulho na nostalgia e na intensidade do primeiro amor, e chega em todas as plataformas de música nesta sexta-feira (15), juntamente com um videoclipe no canal oficial do artista, no Youtube. Ouça - aqui -


As músicas de MC Hariel são mais do que entretenimento. Em sua trajetória de batalhas e resiliência, seis álbuns consolidaram sua posição como um dos maiores nomes do funk brasileiro. Através de letras poéticas, profundas e realistas, ele dá voz àqueles que são frequentemente marginalizados pela sociedade, abordando temas que falam de superação, de desigualdades sociais e de realidades cotidianas da vida na periferia.

Com versos carregados de emoção, Hariel narra as experiências vividas com sua primeira paixão. As lembranças, doces e amargas, marcaram sua vida e moldaram sua personalidade. A música é uma ode à força do amor, mesmo quando as coisas não saem conforme planejado. "Mas você foi o meu primeiro amor / Lembranças ficaram pra trás / Muita coisa marcou", a nostalgia e o impacto do primeiro amor são temas universais que se conectam com o público. A repetição da frase "você foi o meu primeiro amor" reforça essa mensagem e cria um efeito memorável. "Se desculpa adiantasse ninguém mais morria / Mas se culpar também não é bom / Eu vou seguir minha vida", é o trecho que demonstra resiliência e uma capacidade de lidar com as dores do passado de maneira inspiradora. Através dessas palavras, Haridade - como é carinhosamente conhecido - expressa a importância de se aprender com o passado, sem viver preso a ele.

O trecho de início da música, na voz de MC Marcinho, é um resgate à nossa memória afetiva. O projeto é um grande tributo ao Baile Charme, e o videoclipe promete transportar o público para a atmosfera contagiante dos bailes funk. A estética retrô e a energia vibrante completam a experiência sensorial proporcionada pela canção.


"MC Marcinho foi um dos meus maiores ídolos quando comecei no funk. Sua música me inspirou muito e me deu a força necessária para seguir meus sonhos. Samplear 'Rap do Solitário' é uma forma de homenagear esse grande artista e também de resgatar as raízes do funk", revela Hariel.

"Primeiro Amor" é um funk para todos que já se apaixonaram, e para quem guarda com carinho as lembranças do primeiro amor, mesmo que ele tenha doído. Este single é propriedade de DJ Marlboro, uma figura lendária na cena do funk brasileiro.


"A inclusão deste sample não é apenas uma homenagem ao legado de MC Marcinho e DJ Marlboro, mas também uma forma de conectar o passado e o presente do funk brasileiro", conclui Hariel.

Sobre a utilização do sample em "Primeiro Amor", DJ Marlboro disse: "Quando Hariel pega a música do Marcinho, o Rap do Solitário, e faz o sampler, ele mostra que São Paulo está seguindo uma nova tendência, com a fusão da música romântica a do funk, cumprindo a trajetória da diversidade de temas que o gênero possui no Brasil."

MC Hariel é um talento imparável na música brasileira atual. Como um dos principais representantes do funk consciente, ele se destaca por suas melodias que combinam rap com funk, fórmula de sucesso que o torna cada vez mais popular. Com quase 11 milhões de ouvintes mensais no Spotify, e mais de 5,35 milhões de seguidores, o artista tem uma presença digital impressionante. Seu último lançamento, "Kamehameha", já acumula quase 1 milhão de plays no Spotify em uma semana, demonstrando o poder de sua música e a conexão profunda que ele tem com seu público. Esses números são um testemunho do grande impacto que o MC tem na cena musical brasileira.

Fonte: Assessoria de Imprensa