Polícias Federal e Militar Ambiental investigam a origem dos incêndios no Pantanal

Piemonte Escrito em 11/07/2024


Em Brasília, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, afirmou que as ações conjuntas com os estados atingidos conseguiram debelar 55% dos focos de incêndio. Operação de combate ao fogo no Pantanal completa 100 dias A operação de combate ao fogo no Pantanal completa 100 dias neta quarta-feira (11). E paralelamente ao esforço enorme para apagar os incêndios, uma força-tarefa ambiental está investigando as causas deles. Do alto, os policiais vistoriam uma área. Em outra, eles descem até a fazenda. Quando isso acontece, vão à sede em busca dos responsáveis pela propriedade. Fiscalizações assim têm sido cada vez mais comuns no Pantanal de Mato Grosso do Sul. A pedido do Ministério Público, a Polícia Militar Ambiental tem percorrido áreas atingidas pelo fogo. O trabalho de campo é fundamental para descobrir a origem dos incêndios. "O Ministério Público do Mato Grosso do Sul nos envia imagens via satélite, onde essas imagens podem identificar onde é o real ponto de ignição do incêndio. O intuito é levantar informações que possam levar às causas e possíveis responsáveis pelos incêndios”, explica o capitão Jorge Manoel Martins Junior, comandante da Polícia Militar Ambiental de Corumbá. Polícias Federal e Militar Ambiental investigam a origem dos incêndios no Pantanal Reprodução/TV Globo O Ministério Público de Corumbá abriu ao menos onze inquéritos. "Todas as propriedades do Pantanal que eventualmente ocorra incêndios podem vir a se tornar alvo de investigação. Chegando aos responsáveis, buscar a responsabilização, tanto pela reparação dos danos ambientais quanto a responsabilização na natureza criminal”, afirma o promotor de justiça Pedro de Oliveira Magalhães. A Polícia Federal também está investigando eventuais autores de crimes ambientais. Polícias Federal e Militar Ambiental investigam a origem dos incêndios no Pantanal Reprodução/TV Globo Em Brasília, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, afirmou que as ações conjuntas com os estados atingidos conseguiram debelar 55% dos focos de incêndio. "Dos 54 incêndios que envolvem vários focos de calor, nós já conseguimos levar 30 à extinção. Nós temos 24 incêndios ativos, dos quais 13 já estão controlados e três surgiram agora, que estamos planejando como fazer com que tenham também frente de brigadas”, afirma Marina Silva. LEIA TAMBÉM Operação no Pantanal conseguiu extinguir 55% dos focos de incêndio, diz Marina Silva Chuva ajuda a reduzir focos de incêndio no Pantanal